capa

Uma ação, aparentemente inofensiva, vem causando transtornos quanto ao plantio de espécies não indicadas para áreas públicas de Paraguaçu Paulista e, inclusive, colocando em risco a segurança no trânsito.
 
O alerta é feito pela bióloga do Departamento de Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura, Ana Flávia Lima. “Ao ultrapassar os limites residenciais e utilizar os canteiros públicos como uma extensão do seu terreno e fazer dele um jardim, muitas pessoas colocam a vida de outros em risco”, esclareceu Ana Flávia. 

“Sabemos que muitos munícipes, interessados em contribuir com a arborização urbana e consequente embelezamento da cidade, estão realizando o plantio de árvores em áreas públicas, como os canteiros nas principais avenidas de Paraguaçu, mas seguimos normas técnicas que determinam as espécies e a quantidade de cada espécie que podem ser plantadas em áreas públicas sem causar danos”, informou a bióloga. 

O plantio e escolha das espécies da vegetação a ser implantada nos canteiros públicos é responsabilidade do Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura, de acordo com a Lei Municipal nº 1.978 de 15 de julho de 1997 e a sua atualização (Lei nº2.582 de 11 de julho de 2008). “O plantio de árvores em áreas públicas deve ser autorizado e orientado, quanto à escolha de espécies e locais de plantio, pelo Departamento de Meio Ambiente. Os projetos paisagísticos elaborados no Departamento seguem normas técnicas que determinam as espécies e a quantidade de cada espécie que podem ser plantadas em áreas públicas sem causar danos, tanto aos motoristas e pedestres quanto ao meio ambiente”, reforçou. 

Os arbustos e árvores plantadas, indevidamente, podem causar diversos acidentes, seja pela falta de visibilidade do trânsito ou pela falta de atenção de pedestres que, ao se aproximarem dos canteiros para apreciar e/ou fotogravar as espécies plantadas, podem atravessar a rua em lugares proibidos e sem dar atenção ao trânsito. Além disso, muitas árvores não se encaixam nos padrões específicos para serem plantadas sob a rede de energia elétrica, e por consequência, ao crescerem interferem na fiação e há também o risco de plantio de mudas tóxicas ou com raízes muito agressivas que podem danificar calçadas e construções. 

É proibido!

“É proibido a realização de plantio de árvores em áreas públicas, como canteiros centrais, áreas verdes e praças sem a devida autorização e orientação do Departamento de Meio Ambiente. Os munícipes que desejam plantar nas áreas públicas, devem se dirigir ao Departamento com a proposta de plantio para ser avaliada pelos responsáveis técnicos que darão um parecer ao pedido”, orientou Ana Flávia. 

Ela acrescenta que “a arborização do município deve ser ampliada e protegida sim, mas com os devidos cuidados para evitar a eliminação de árvores por motivos de segurança no trânsito ou transtornos que espécies não indicadas podem causar às estruturas urbanas”.

Os interessados em fazer o plantio de árvores em áreas públicas, como canteiros centrais, áreas verdes e praças, devem entrar em contato com o Departamento de Meio Ambiente, instalado à Rua Polidoro Simões, 533, no Jardim Tênis Clube. O atendimento ao público é feito de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30.

Fonte: Prefeitura de PPta