capa

Conhecida popularmente como “Calazar”, a Leishmaniose Visceral Canina apresenta riscos de transmissão entre animais e humanos.  Para prevenção, informação e conscientização da comunidade de Paraguaçu Paulista, o Departamento de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, está realizando no decorrer dessa semana a Campanha de Controle e Prevenção da Leishmaniose Visceral Canina.

De acordo com a informação da médica veterinária da Vigilância Sanitária, Ana Beatriz Pinto Costa, até o dia 15, próximo sábado, serão desenvolvidas ações educativas e informativas junto à população pelos agentes de combate às endemias com apoio de profissionais da vigilância epidemiológica. 

Ana Beatriz esclarece que, para o enfrentamento dessa doença de grande importância para a saúde pública, o município está em fase de conclusão de uma estrutura laboratorial para o diagnóstico da Leishmaniose Visceral Canina. 

“Em virtude da pandemia da Covid-19, algumas atividades de controle de Leishmaniose que estavam programadas foram prorrogadas por orientação do Ministério da Saúde, e o município está organizando a maneira mais segura para a retomada dessa programação”, informa a médica veterinária da Vigilância Sanitária, Ana Beatriz Pinto Costa.

Ela esclarece que a vacinação dos cães contra a Leishmaniose não garante eficácia, porém é um método de prevenção a ser questionado junto ao médico veterinário responsável. A principal orientação, segundo Ana Beatriz Pinto Costa, é a de que se o animal apresentar os sintomas da Leishmaniose Visceral Canina é necessário procurar o veterinário ou o serviço de saúde municipal responsável imediatamente.