capa

Faltam detalhes para Matías Viña ser anunciado oficialmente como primeiro reforço do Palmeiras para 2020. O clube entrou em acordo com o Nacional para contratar o lateral-esquerdo uruguaio de 22 anos, eleito o melhor jogador do país em 2019, e a discussão no momento é se ele participará de uma partida pelo clube de Montevidéu neste sábado antes de viajar ao Brasil.

A cautela vem mais da parte do Verdão na negociação. Dirigentes do Nacional consultados pelo LANCE! já dão a venda de Viña como concluída. Nenhum dos clubes confirma os valores, mas, no Uruguai, a informação é de que o Palmeiras desembolsou 5,5 milhões de euros (quase R$ 26 milhões) por 60% dos direitos econômicos do lateral, que assinará contrato de cinco temporadas. A expectativa é de que o anúncio ocorra ainda nesta sexta-feira.

O debate entre as diretorias, no momento, tem como principal tema a participação de Viña em jogo deste sábado, contra o Liverpool, pela Supercopa do Uruguai. O lateral quer fazer da partida a sua despedida do atual campeão uruguaio e o Nacional também gostaria de utilizá-lo, mas o Palmeiras prefere que Viña não entre em campo - o clube de Montevidéu alega que será um jogo mais tranquilo, já que não é um clássico contra o Peñarol.

O Verdão chegou a viajar aos Estados Unidos com o volante Matheus Fernandes e o meia Gustavo Scarpa, que estavam negociando com Barcelona e Almería, respectivamente, antes da Espanha. Mas eles sequer ficaram no banco durante a Florida Cup, para não correr riscos de lesão em meio às tratativas. O desejo do Palmeiras é que a mesma postura seja adotada pelo Nacional.

O Palmeiras vem negociando há semanas com o Nacional, mas mantendo a postura discreta que vem marcando o trabalho do diretor de futebol Anderson Barros. Havia uma concorrência com o Milan, mas o clube italiano tem limitação de valores por conta de uma punição da Fifa e, com a janela de contratações se encerrando nesta sexta-feira, ainda na quinta-feira adiantou as conversas com Antonee Robinson, lateral norte-americano do inglês Wigan.

Aos 22 anos, Matías Viña já atuou pela seleção principal do Uruguai. No Verdão, Victor Luis tem sido o dono da lateral esquerda. Diogo Barbosa foi o titular nas duas temporadas anteriores, mas terminou 2019 como um dos mais xingados pelos torcedores. Para a posição, o técnico Vanderlei Luxemburgo ainda conta com Lucas Esteves, recém-promovido das categorias de base.