capa

No último pênalti de uma disputa com 20 cobranças, Jailson sabia que, se Velásquez não fosse o primeiro a errar, seria obrigado a bater, como última opção. Mas o goleiro pulou em seu canto direito e, após fazer milagres no segundo tempo do 0 a 0 diante do Atlético Nacional, da Colômbia, deixou o Palmeiras estrear com dois pontos na Florida Cup.

– Treinamos bastante hoje. Se tivesse que bater, eu estava preparado. Mas pensei: 'daqui a pouco, chega minha vez, tenho que pegar logo'. Se eu batesse, ia mandar na lua. A partir de hoje, vou começar a treinar - disse o camisa 42, que, como todo o elenco, trabalhou pela manhã, nos Estados Unidos, mesmo com jogo à noite, para não haver prejuízo na pré-temporada.