capa

Milena Bemfica, mulher do goleiro Jean, do São Paulo, contou a pessoas próximas nesta quarta-feira que uma discussão sobre o Réveillon antecedeu a agressão relatada por ela nas redes sociais na última madrugada. Milena e Jean estão em processo de separação e foram passar férias com as duas filhas em Orlando, nos Estados Unidos, onde ele foi preso nesta quarta.

'Ligue 180' recebe denúncias sobre assédio e violência contra a mulher

Segundo relato de Milena, o casal passou a noite junto em Orlando e chegou durante a madrugada no hotel. Ela diz que os dois estavam alcoolizados quando começaram a discutir sobre o Réveillon. Como eles estão em processo de separação, Jean já havia avisado que sua ideia era passar a virada do ano longe de Milena, de acordo com ela.

O goleiro Jean, do São Paulo, preso nesta quarta-feira 18 nos Estados Unidos pela acusação de agredir sua esposa, Milena Bemfica, durante uma viagem de férias, pode enfrentar problemas com a Justiça brasileira e americana dizem advogados. De acordo com o boletim da prisão, divulgado pelo Condado de Orange, na Flórida, o jogador deu oito socos na mulher durante uma discussão na madrugada. Ela preferiu não prestar queixa, apesar de feito a denúncia da agressão em suas redes sociais (e apagados posteriormente). O São Paulo já decidiu rescindir o contrato de Jean.

'Ligue 180' recebe denúncias sobre assédio e violência contra a mulher

O policial responsável recebeu a denúncia por volta das 4h35 (horário local) e, ao chegar ao hotel onde o casal estava hospedado, encontrou a vítima bastante machucada. O documento revela que Jean não cooperou com a investigação e teve de ser algemado. Ele também apresentava ferimentos na testa e na perna – foi atingido com uma prancha de cabelo no momento em que Milena agia em legítima defesa, segundo o boletim.