capa

Durou pouco o primeiro lote de carne Wagyu importado do Japão que chegou ao Brasil. Trazidos pela brasileira Prime Cater, 120 quilos de cortes do contrafilé foram divididos em 200 peças de 600 gramas cada, em média, e disponibilizados diretamente ao consumidor final pelo e-commerce da empresa.

Foram necessárias menos de quatro horas para o produto acabar na prateleira digital. Cada uma das peças foi numerada e os compradores, que desembolsaram entre R$ 400 e R$ 450, receberão um certificado com o pedigree dos animais que originaram a iguaria, garantindo, assim, a exclusividade do produto.

Para quem ficou na vontade, 180 quilos foram oferecidos para restaurantes de alta gastronomia e também já se esgotaram. Os clientes que degustaram desembolsaram não menos que R$ 300 por cada prato servido.

Um segundo lote já está sendo preparado e estará disponível em meados de abril, afirmou Marcelo Shimbo, fundador da Prime Cater.

>> A paraguaçuense Haruyo Carol (que morou no Japão durante 15 anos, já experimentou a carne japonesa) leu esta matéria e disse que a carne "tem um sabor único que explode na boca e quando mastigamos, ela derrete!".